BLOG Modernidade Vintage

  • Modernidade Vintage

    Não ter passado no vestibular de publicidade foi um impulso importante na carreira do jovem catarinense Bruno Faucz, um dos nomes da nova safra de designers brasileiros. “Talvez nunca tivesse descoberto a profissão pela qual tenho absoluta paixão”, revela o designer, que inaugurou seu próprio estúdio em 2013. A mesma sensibilidade da infância, época em que desenhar era apenas uma brincadeira, continua forte nas peças assinadas por Bruno, fã confesso da madeira e de suas infinitas possibilidades. Outros materiais, cada um com sua particularidade, também têm lugar em seu portfólio composto por sofás, aparadores, bancos e poltronas. Seja num botão colorido ou numa costura, o uso de cores também marca presença num estilo que brinca com o vintage, o clássico e até mesmo o futurista. Tudo acaba fazendo parte do processo criativo desse designer observador e detalhista, seja uma fotografia, uma imagem ou a própria natureza. Entre suas últimas criações estão as poltronas Barra (Móveis James), Allegra e Dona (Empório das Cadeiras), além da mesa Bone, do sofá Ímpar, da poltrona Alfaiate e da linha Bossa (todos da Toca da Movelaria). Recentemente também lançou a poltrona Set (Artefama), a mesa Angra (Renar) e a linha Soul para a marca Tissot. Quando perguntamos o que ele ainda sonha em criar, ele vai longe: “adoraria conceber muita coisa, entre elas, uma cadeira empilhável injetada. Desenhar para grandes marcas de fora, como a Moroso e a Alessi, também encabeça minha lista de desejos.”


    Fonte: abd.org.br

  • Veja também

     

comments powered by Disqus